h1

2. Começo

Como tudo começou…

Na adolescência brincava de fazer sites sobre minhas séries favoritas de TV. Possuí alguns weblogs para dar conta da produção literária. Cresci, e decidi aliar as duas coisas que mais gostava: escrever e internet. Resultado? Estou cursando jornalismo e pretendo me especializar em web. Tudo o que relacione comunicaçãoweb e tecnologia me interessa.

Apesar de não gostar muito de ler, eu gostava de escrever. Na verdade, era uma necessidade mesmo. Para uma pessoa tímida, que guardava tudo, escrever era algo como um grito de liberdade calado. Mas eu precisava que as pessoas soubessem como me sentia – sempre existiu uma exibicionista dentro de mim. rs. Foi por causa dessa necessidade que os blogs caíram como uma luva na minha vida.

Fiz um teste vocacional na escola e, quando vi que jornalismo caiu como primeira opção, resolvi me informar mais sobre a área. Nunca gostei de ler ou assistir jornal, gostava de história e dizia que ia fazer publicidade e propaganda. Acabei mudando de idéia quando entrei na faculdade. Por falar em faculdade, me apaixonei. Caí de amores pelo ambiente acadêmico, por todas aquelas possibilidades que se abriam diante dos meus olhos.

Passei a ler muito, estudar, me dedicar, ir à palestras gratuitas, cursos gratuitos, tudo o que fosse de graça, eu estava lá. Mas parei de escrever. Sei lá, como diz uma professora minha, Maracy Guimarães: “o estudante de jornalismo, geralmente, escolhe o curso porque gosta de escrever, mas quando entra na faculdade ‘emburrece’. Ele pára de escrever porque acha que não sabe nada”.

Foi assim comigo, achava que tudo o que eu tinha para dizer era irrelevante. Não me via sendo repórter, não sabia o que fazer em comunicação social. Até que essa mesma professora me deu o click, pensei “vou trabalhar com internet pô!”. Resolvido. Desde então, comecei a procurar artigos, livros. Fiz dois cursos – Jornalismo Digital e Webjornalismo – na Estácio, que me deram uma boa esclarecida. Pena que não guardei o nome do professor.

Fiz o curso de Webwriting & Arquitetura da Informação do Bruno Rodrigues. Na ESPM, fiz um curso chamado Oficina de Web, dividido em três módulos: Usabilidade, Direção de Arte na Web e Webwriting. O primeiro com o Eduardo Ariel, depois Marcelo Rosauro e Naila de Oliveira, respectivamente. 

Fui a várias palestras, seminários, fóruns, procuro estar sempre antenada no cenário atual, especialmente, no que se refere às mídias digitais. Participo de listas de discussão, principalmente, a do Jornalistas da Web. Aliás, o Mario Cavalcanti tem sido fundamental para a minha formação profissional. Enfim, estou por aí tentando aprender mais e mais.

%d blogueiros gostam disto: